"Ele não encontrou ♥ o de que carecia, ♥ o de que carecemos, ♥ eu e meu elefante, ♥ em que amo disfarçar-me."

OE

* LAYOUT EM MANUTENÇÃO *

A Transição

Na madrugada do dia 9, Tutu acordou reclamando de um aiai no dedão do pé, no dedinho da mão, na barriga, na cabeça, no peito, aiai geral. Começou a chorar e rapidinho evoluiu para um choro forte, nervoso, aflito. Dei Rescue mas a crise ainda durou uma boa meia-hora.

Passada a tempestade, miúdo deitou-se comigo, abraçadinho, e calminho disse: “Avi bebê não; Avi MINO.”

(Muito bem, meu menino. Bem-vindo aos Três!)

ao mesmo tempo

Restlessness

Who blames me? Many, no doubt; and I shall be called disconted. I could not help it; the restlessness was in my nature; it agited me to pain sometimes.

(Jane Eyre, p. 111)

Não tenho nem mais três meses aqui nessa terra.

 

sissy (to my sister)

[ Clica que aumenta, ôe! ]

Marca portuguesa, consistência e durabilidades variáveis. Da esquerda pra direita: 72, (#apagado :P) e 60.

Misturinha de branco, preto e 79 (esse aí do lado, meu nude). Ficou greyge.

Preto (19), violeta (69) e coral (24).


Sephora, meus preferidos: a cobertura dos escuros é sensacional (1 camada!), durabilidade OK. Java (M01), misurinha de Nougat (L05) com meu finado 148 (também da Sephora), 1st Night (L33), Figue (L12), Tectonic (M14) e Gipsy (L17).

Os Risqué, que chegam aqui com o preço quadriplicado, e que todo mundo tá enjoado de ver: Amarelo Real, Azulejo Português, Energia, Nude, Silver Shine e Renda Paetê.

Os Coloramas, também superfaturados, importados pela Maybelline: Nozes e Bubblicious. Ambos de cobertura sofrível e durabilidade marromenas.

Os da Rimmel: Stiletto Red e Alaska. Não têm boa cobertura, mas secam rápido, duram muito e têm o melhor pincel EVER, junto com os da Sephora. Uso como coadjuvantes e fazem bonito.

Outra marca portuguesa, Flormar. Ainda não decidiram se fazem cosplay de holográfico ou glitter, e portanto nem nome têm: P046 e P049. Tão baratinhos! Não valem um bifinho, não duram dois dias, mas não são lindinhos? ♥

Meus azuis. O da H&M não tem nome, encontrei lá no meio do balaio. Mancha demais, pincel ruim, durabilidade meia-boca. Mas fica divino com a cobertura do 60 da Andreia. O da Essence (Underwater) é lindo, tem microbrilhos verdes que não aparecem na foto – e nem na unha. Em compensação, cobertura muito boa. Durabilidade, nem tanto.

Meus salvadores da pátria, a remissão dos esmaltes de cobertura incompetente: uma base de ultra-duração (mas nem tanto) da Colorama, um top coat da Maybelline (que é um perigo, pois tem o pincel duro pra cacete), e o Matt (honestíssimo) da Essence.

E por último finalmente, os dois super-pigmentados que uso com as minhas praquinhas Konad quando preciso daquela carimbada perfeitinha e bem visível.

Cabô!

Minhas favoritas do dia

Emma

“Emma Woodhouse, handsome, clever, and rich, with comfortable home and happy disposition, seemed to unite some of the best blessings of existence; and had lived nearly twenty-one years in the world with very little to distress or vex her.”

*hahahaha*

Mal comecei e já amo Jane Austen. :)

eu tive um sonho, vou te contar (updated)

Estava à beira-mar e estranhei o tamanho da onda. Era um tsunami avançando sobre a cidade. Vieram três ondas imensas, e eu me salvei das três segurando em postes e desviando como podia das pessoas, carros, ônibus e destroços arrastados pela água. Aí antes da quarta onda, eu corri pra atravessar a rua em busca de um refúgio melhor, quando passou o carro do Batman e do Robin, então eu pedi carona pra casa da minha mãe, e eles disseram “Ôpa, entraí”.

[ update ]

(Vou começar a postar todos os meus sonhos de catástrofe; não é raro eu ter sonhos premonitórios delas. Pra ninguém me chamar de profeta do passado.)

Felicidade

Cozinhar bebendo vinho do Porto.
Minha cunhada mandar uma sacola de pães de mel e bolachas de canela.
Minha irmã me mandar mapas de onde passamos nossa infância.
Estudar no silêncio da madrugada.
Meus pais felizes.
Descalçar o sapato apertado.
Dormir com chuva.
Dormir abraçada ao Tutu.
(Dormir com chuva abraçada ao Tutu, então, é o paraíso.)

A oportunidade me encontrar bem preparada.

o porquê

Perché le ali chiuse?
Perché sono arrivato
dove volevo
dove ero voluto.

(Giuse Quarenghi)

“Por que as asas fechadas?
Porque cheguei
onde queria
onde era querido.”

dispenso

Não sou a criatura mais tolerante do mundo (oi? trinta anos de alergia crônica), mas até que a diversidade me agrada bastante. Entretanto, tenho pachorra ZERO para:

– o mandão,
– o agressivo,
– o competitivo,
– o sabichão,
– e o agente imobiliário.

filho único

Tava lendo o último post da minha irmã, que não é necessariamente sobre filhos únicos, mas me lembrou de escrever sobre isso.

Fui procurar alguma coisa que falasse dos filhos únicos, e encontrei um texto que me fez rir: segundo ele, entre os inconvenientes de não ter irmãos estão:

– Amadurecimento tardio.
– Insegurança, timidez e dificuldade de integração.
– Sentem-se demasiado pressionados a não falharem, sob risco de decepcionarem os pais.
– Dificuldade em reconciliar-se após uma briga.

Eu sou a mais velha de três filhas, e ao que parece, não fui poupada de nenhum desses itens…

Quer dizer.

Não é a quantidade de irmãos que define o caráter ou o desenvolvimento de uma criança. Quando a educação dada pelos pais é ruim, ineficiente ou insuficiente, não é a quantidade de filhos que vai melhorar a coisa (mas piorar, no entanto, é bastante provável).

Família grande, família pequena… Dois, três, cinco, dez irmãos, nenhum irmão… Tudo tem o seu lugar. Hoje, ter só um filho é uma opção minha, uma escolha muito lúcida, baseada na minha experiência de vida. Isso não quer dizer que o meu filho (e o dos outros) sejam, ou tenham grande chance de serem egoístas, caprichosos e malcriados, ou qualquer rótulo do tipo.

É tudo que a gente precisa, né, mais um tipo de preconceito no mundo.

(PS  – Mana, isso não foi pra você. Eu entendi o que você quis dizer, ok? Esse post já estava na ponta da língua há muito tempo.)

thinking pink

Hoje eu tou de meu esmalte rosa-choque… Pensando na morte da bezerra.

Rosa choque só me lembra a tia Lucy:

Quando eu tinha uns 7 ou 8 anos, minha mãe fez uma saia pra mim, com um retalho que sobrou do vestido da tia Lucy. A estampa era de fundo preto, meio florida, e as flores maiores eram papoulas rosa-choque. Eu achava aquela estampa tão… adulta! De mulher-gente-grande, independente, irreverente, feliz (a tia Lucy estava sempre sorrindo). Eu vestia aquela saia e vislumbrava meu futuro adulta, e não via a hora da minha infância ir logo embora.

Pintar a unha de rosa-choque é querer que passe logo essa fase da minha vida também.

(PS – o esmalte é o Bubblicious da Colorama. SOFRI pra fazer uma foto que ficasse ao menos parecida com a cor ao vivo (a única que saiu fiel, ao menos aqui no meu monitor, foi a do polegar.) O esmalte não vale um cu de rato: três camadas, e o que eu consegui foi uma durabilidade de 2 dias com brilho mei xunga. Precisa de top coat, portanto. Nota 2, só porque eu gosto da cor e é fácil de limpar.)

luso-mineirinho

Nessas últimas semanas, Tutu resolveu abrir a matraca e tá falando pelos cotovelos.

Dá pra perceber o sotaque nitidamente lusitano, mas também fala “uai”, e com um tom de indignação tão bonitinho… :)

dois causo:

Estava eu colocando o tugão a par das leis imigratórias do nosso país eleito:

– Olha, amor, que engraçado: “The following goods are banned completely: (…) Indecent and obscene material such as books, magazines, films, videos, lalala.”

-Ih, como é que tu vais fazer com as tuas calcinhas?

(HAHAHA)

~*~

Comprei um esmalte doirado e disse pro tugão que era pra atrair dinheiro. Ele achou bacana. Saímos da loja, viramos a esquina, olhei pro chão, e tinha uma nota de 10 euros sorrindo pra mim!!!

!!!

!!!!!!!!

Passei hoje o esmalte:

(desculpaê a foto ruinzinha de celuleco)

Amanhã, saindo de casa, vou tropeçar num pé de dinheiro!

azul celeste

Na foto abaixo, parece que o esmalte azul é radioativo (rs), mas é celeste.

Taí uma foto bem mais realista:

(Não recomendo a marca: duas camadas demoram uma hora pra secar, e ainda precisa de top coat, porque sozinho ele nem brilha, nem é fosco.)

Best Haircut EVER

Cortei eu mesma: máquina 15, navalha (pra desfiar os cachos), pente e dois espelhos. Piece of cake. Depois dessa, definitivamente, nunca mais ninguém corta o meu cabelo.

Tugão detestou. Eu, Tutu, a vizinha de cima, minha cunhada e a biba do shopping achamos muito giro! Muito haircute! *hahaha*

(Viu, mana? Nada de gel. Cabeça toda trabalhada no free spirit. :)

…e Tute

[ daqui ]

…mais Montt

[ daqui ]

Montt